28 de out de 2007

Nesse instante

São 19:54:15 do dia 25 de agosto de 2007. A temperatura é 23ºC, a umidade relativa do ar é de 94% e a pressão é de 1013hPa. Uma muriçoca acaba de se banquetear com o sangue do meu pé. Num restaurante requintado na praia, um homem apaixonado pede sua amada em casamento. Um garoto de 13 anos navega pela internet por páginas impróprias para sua idade. Um grupo de amigas se reencontra numa pizzaria. Um menino de 7 anos dorme profundamente e sonha com robôs gigantes derrotando monstros imaginários. E você, o que estará fazendo agora?


_______________________________________________


* dá pra ver que era um texto que estava guardado e só decidi publicar agora;

* inspirado n' O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (aliás, "inspirado" é um eufemismo =D )

16 de out de 2007

Obra-Prima dos Valar

Ao som do dia
Ou sob o silêncio da madrugada
Tu invades meus pensamentos
E me faz suspirar
Tua lembrança me faz companhia
E me põe a pensar
Em minha mente, de repente
Brota uma indagação:

Que Vala há de ter criado você?


Sois tu uma jóia de Elbereth a adornar o céu noturno?
Quem me dera, então, tomar a embarcação de Tilion
e navegar além das nuvens...
Pode um homem mortal beijar uma estrela?


Sois tu uma brisa de primavera criada por Manwë?
Quem me dera, então, sentir teu sopro suave
Perfumado pelo aroma das flores desabrochadas


Sois tu um fruto de Yavanna
Semente das Árvores de Valinor?
Quem me dera, então, provar o doce orvalho dos teu lábios


Não sei qual deles te concebeu
Mas teu brilho, tua beleza, teu encanto, tua doçura...
De certo, é obra dos Valar

Pode um homem mortal almejar tamanho tesouro?

______________________________________________


* Pra Italo, O Silmarillion é o ápice da epicidade.

* Hoje em dia, quando questionado sobre o que é "ser épico", Italo apenas responde: "Algo é tão épico quanto se aproxime de O Silmarillion".

* Italo recomenda, para aqueles que gostam de fantasia medieval, que leiam esse livro. Ele avisa, contudo, que não é uma leitura tão simples.

* Italo tá achando divertido esse negócio de falar na terceira pessoa.

* Como Italo sabe que nem todos leram O Silmarillion, ele explica alguns nomes usados no poema:

-Elbereth: também conhecida como Varda, é a esposa de Manwë e a Senhora das Estrelas.

-Tilion: servo dos Valar que conduzia a embarcação da lua.

-Manwë: o rei dos Valar, senhor das nuvens e do ar, patrono das Águias.

-Yavanna: a Provedora de Frutos, é esposa de Aulë e senhora das plantas e dos animais, foi ela quem criou Telperion e Laurelin, As Árvores de Valinor, que trouxeram luz ao Reino Abençoado.

Mais informações: Valar, Valinor.

2 de out de 2007

A Ascensão do Tirano

Ouçam todos! Vocês agora têm um novo líder. Alguém a quem vocês devem temer mais do que a morte... Eu, Fzoul Chembryl, sumo sacerdote de Bane e Alto Lorde dos Zhentarim!

Oooooh

Manshoon? Manshoon era um fraco. Sob sua liderança, a Rede Negra perdeu influência, adquiriu mais inimigos, sofreu disputas internas... decaiu em poder. Ele era um covarde. Tinha medo de tomar decisões perigosas e fazer alianças vantajosas. Seu excesso de cautela nos custou muito e, por fim, custou sua própria vida. Eu o ofereci como sacrifício para os elfos negros, como sinal de meu interesse em forjar uma aliança.

Oooooh

Isso mesmo, os drows... Manshoon não confiava neles... Bah! Quem precisa de confiança para formar uma aliança? O medo os impedirá de nos trair. Porque com as bençãos de Bane e sob o meu comando, vocês podem ser mais terríveis que os elfos negros! Desfaçam-se do medo. Transformem-no em ódio. Porque apenas o ódio pode esmagar nossos opositores e trazer-nos a glória.

Não temam nossos inimigos. Não temam nossos aliados. A partir de hoje, vocês devem temer apenas a mim! Porque eu posso fazer vocês sofrerem muito mais do que qualquer outro. Posso provocar dor e desespero além de suas imaginações.

Sob o meu comando, deixaremos de ser apenas "a Rede Negra", seremos um Império: o mais Poderoso dos Reinos, nosso exército será o maior exército a marchar sobre Faerûn.

A noite está chegando, meus servos. Afiem suas espadas e fermentem o seu ódio. Em breve, os campos verdes do oeste se cobrirão de vermelho com o sangue de nossos inimigos.



----------------------------------------------


- Discurso de Fzoul Chembryl aos seus súditos na Fortaleza Negra.

Yataaa!

Pois é, amigos e amigas, né que essa budega tá durando? São dois anos de Rascunhos... o tempo não voa, entra no Hiperespaço! Biiicho, eu gostaria de dispor de mais tempo para falar do quão legal tem sido escrever no Rascunhos, mas como eu não tenho eu só digo o seguinte:

É legal pra caralho escrever nesse blog, curti muito esses dois anos de Rascunhos e não tenho intenção nenhuma de parar. Pode ser que essa fase passe e eu deixe de escrever; se isso acontecer, com certeza vou sentir saudades. Mas saudade de cu é rola! Eu quero continuar com essa porra e o resto que se foda! (não acredito que eu rimei porra com fôda? O.O)

Bom, passei um bom tempo pensando num post para comemorar esses dois anos e não pude achar um melhor do que "A Ascensão do Tirano" - que já faz um tempão que eu escrevi e só não tinha publicado porque ninguém ia entender o contexto =].

Até mais, pessoas, voltem sempre. Ah, e não reparem a bagunça. =D

_\m/