7 de ago de 2008

O arauto

A pequena vila de Zay estava agitada, as pessoas andavam de um lado para o outro naquela tarde. O inverno se fora, e nas próximas semanas muitos produtos seriam comprados e vendidos, algumas caravanas já haviam passado pela vila e até o final da primavera várias outras tinham Zay no seu percurso. Muito havia a ser feito. Por isso, poucos notaram o pequeno halfling subir em um dos bancos da humilde praça da cidade antes de anunciar a plenos pulmões:

Ouçam todos! Ouçam todos! De acordo com o decreto de Lorde Llachior Blackthorn, Duque do Cabo Velen e Lorde Real do Comércio, a partir da próxima semana, as taxas de mercado sobem para 3 donsars ao dia. Atenção, mercadores! O não pagamento da taxa pode resultar na confiscação dos produtos e na cobrança de multas. A medida perdurará por todo período da Colheita e será usada para a contratação de mercenários visando a proteção das cidades e estradas.

Neeb Voz-da-manhã era o nome do pequeno. Ele era um arauto viajante, uma profissão que foi quase extinta durante o período de caos pelo qual o Reino passou. O pequeno Neeb viajava de cidade em cidade, de vila em vila, anunciando os novos decretos e comunicando noticias de longe e era assim que as pessoas comuns sabiam o que estava acontecendo em Tethyr e além.

Poucas pessoas em Zay deram atenção ao halfling, os que o observavam e o ouviam, faziam-no mais por curiosidade e davam-lhe pouca importância, mas Neeb já estava acostumado, na verdade prefiria ignorância à agressividade: alguns mercadores furiosos de Myratma tentaram espancá-lo certa vez quando anunciou aumento de impostos.

Ouçam! Ouçam! As cidades amnianas de Riatavin e Trailstone se rebelaram contra os Reis Mercadores e declararam lealdade à Coroa de Tethyr. Embaixadores foram enviados de Darromar para negociar com Amn, mas os Reis Mercadores não querem negociar, declararam que Tethyr deveria se manter longe das duas cidades. Será isso o prelúdio de uma nova guerra?

Os transeuntes continuavam passando como se alheios ao discurso do halfling, mas a maioria apenas fingia que não ouvira as últimas palavras do arauto. Guerra era uma palavra que eles não queriam ouvir, não depois de terem passados tantos anos a mercê dos tiranos de Ithmong. Teriam sido os dois últimos anos apenas uma ilusão de tempos melhores?

O arauto apenas desceu do banco, acendeu seu cachimbo e partiu para a próxima vila.

10 comentários:

Daniel Don disse...

Muitcho bom rascunho. Esses rascunhos de Tethyr são tipo interlúdios de uma campanha?

PS.: só apontando rapidinho para o 'perdurarar' =P.

Vivian disse...

...sonhos, devaneios, ilusões, mentiras, e guerras...um eterno manancial da mente humana...bom dia, filósofo!
muahhhhhhh

anderson eduardo disse...

POis é, foi melhor assim mesmo. Muita calma nessa hora... Cara sempre ao vim por aqui, parece que consigo viajar n tempo a ponto de tentar imagir seus personagens fantasiosos e de nomes bacanas... abração e dom é seu amigo de nos fazer viajar em um click... abração italo

André Carvalho disse...

Olá Ítalo! Sou o André do Códices & Alfarrábios. Li seu comentário no post sobre o filme do Batman. Obrigado pela força, e fica de olho lá no blog, que semanalmente eu publico alguma coisinha por lá.

Porém, essa semana, eu não devo atualizar o Códices pq me casei ontem, e vou sair pra lua-de-mel amanhã.

Vamos falar do seu blog agora. Gostei muito, muito mesmo! Vc escreve muito bem. É um narrador como poucos por aí. Parabéns. Acabou de conquistar um leitor pro seu blog. Falando nisso, vou tomar a liberdade de colocar um link pro seu blog no Códices, ok? Se não concordar, me avisa que eu retiro.

Futuramente, passarei todo o conteúdo sobre RPG (Forgotten Realms) de um antigo blog, para um blog totalmente novo. Lá teremos detalhes sobre minha campanha de Forgotten Realms (fichas de personagens, backgrounds, perfil dos jogadores, etc.), fatos engraçados ocorridos nas aventuras, além de contos e alguns comentários sobre o jogo

Vou ficando por aqui. Mais uma vez parabéns pelo seu blog e por sua excelente narrativa. Vc deveria cursar Letras ;)

Vou ficando por aqui. inté

www.codicesealfarrabios.blogspot.com

vimaguin disse...

...quer dizer que minha orquídea tinha até bigode??!!...rsss...coitadinha, esforça-se tanto para enfeitar o mundo, e vc a "enfeita" com seus devaneios loucos...rss...obrigada pela visita...bjss

vimaguin disse...

...Ítalo, deixei um presentinho pra ti, lá no meu cantinho...
pegue-o, é seu por merecimento,
e eu o entrego com carinho.
bjss

Daniel Don disse...

Ah, tá. Eu tenho uns textos desses no Pensotopia, é bem legal pra galera dar uma lida e 'sentir a vivacidade' do cenário sem a gente ter que ficar narrando interlúdios. Mas eu queria ter mais tempo e escrever melhor pra botar mais coisa.

Abs!

Allana disse...

Incrível como uma guerra com um reino vizinho faz as pessoas esquecerem dos problemas menores. ^^

Todo reino precisa de uma guerra de vez em quando, pra manter a economia rodando. XD

Amando Ramos disse...

Nada como uma guerrinha para aumentar as emoções, bem lembrado por Allana.

Afinal de contas, é assim que os heróis ganham XP!

Esse halfling arauto bem que podia ser chamado de arbaixo...

ok, ok, mais uma piada infame!

Parei!

=D

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,