26 de abr de 2009

Incentivo Familiar

Certo dia, o garoto chegou para o pai e disse:

- Papai, me decidi: quando eu crescer, quero ser um bardo!

- Bardo? - replicou o pai fazendo uma careta.

- É, papai. Quero viajar pelo mundo, declamar poemas em praças públicas, cantar músicas em tavernas, descobrir livros antigos e um dia escrever meu próprio romance.

- Meu filho, você já ouviu a história da Formiga e da Cigarra?

- Não, papai.

- Vou lhe contar, então.

---

Era outono e as formigas trabalhavam dia e noite levando folhas para o formigueiro. Uma delas costumava encontrar uma cigarra que ficava sentada na sombra cantando o dia todo. E a formiga sempre dizia:

- O inverno está chegando, você não devia estar arranjando um abrigo ou juntando comida?

E a cigarra respondia:

- O inverno ainda está muito longe, prefiro ficar aqui cantando do que me preocupar com essas coisas.

Mas naquele ano, o inverno chegou mais cedo. As formigas se abrigaram dentro do formigueiro onde tinha bastante comida, mas a cigarra - que só ficara cantando durante o outono - não tinha um abrigo, estava com fome e com frio. Bateu na porta do formigueiro e disse:

- Deixem-me entrar, estou morrendo de frio.

A formiga do outro lado respondeu:

- Nós trabalhamos duro o outono todo enquanto você ficava só cantando. Do que adianta sua música agora? Morra de frio!

E a cigarra então vagou por dias até morrer congelada sob a neve.

---

- Nossa, papai! Que história triste! - disse o garoto.

- É sim, meu filho. E sabe qual é a moral da história?

- Qual?

- Você pode até se tornar um aventureiro quando crescer, mas... ESCOLHA UMA CLASSE DE VERDADE, PORRA!

________________________


- Isso é o que acontece quando a cretinice é maior que a criatividade. =P

- Allana, nada pessoal, tá? xD

- Antes que o sindicato dos bardos me processe, eu lembro que já fiz um post legal sobre os bardos antes.

10 comentários:

Bianca disse...

Adoro isso...
Tu começa fazendo a pessoa imaginar um cenário, uma história e depois do nada fresca da cara da história.
Muito massa.

(:

Tá vendo?
Nunquinha conseguiria escrever assim.

Sim, outra..
Tu escreve muito bem em inglês.
Fui ver o que tu escrito sobre os bardos e... surprise! Um belo texto em inglês.

Beeijos.

Thiago disse...

Pow, injustiça com a cigarra! Eu tenho certeza que a canção da cigarra deu um bonus na skill de colher comida das formigas! Parte do loot era pra ser dela!

Allana disse...

- Bardos do mundo, uni-vos!_o/ A classe tem potencial revolucionário! Vamos derrubar esse regime cruel e preconceituoso!

Silêncio.

- Pessoal? Pessoal?

- Ih, cara, o inverno tá longe, prefiro ficar aqui cantando...

Daniel disse...

Eu não sei quem foi que inventou que bardo servia pra ser aventureiro e sentar a lenha em monstro.

Pelo menos na 4E fizeram justiça, transformando ele num conjurador porradeiro que usa músicas pra causar dano no melhor estilo J. Tallbain (Darkstalkers). Deu bem mais sentido a um aventureiro bárdico rs rs

Eduardo disse...

Bardo não é classe, como pode ser aventureiro?

Bardo é profissão! Só basta gastar uns pontinhos... xD

Brottor disse...

No dia que vc encontrar meu Bardo Dervish... vc vai ver q a profissao dele eh dar porrada! :P

André disse...

UHAHUAUHAHUUAHA Excelente!!!
Adoro o conceito do bardo, como descrito no inicio, mas ao adaptar o estereótipo pras regras do RPG fica tosco. Colocam umas magias arcanas lá só pra ficar jogável, e mesmo assim fica ruim.

Muito bom o texto! Ri muito!

Roger disse...

Po!
Os bardos do Chiclete com banana sempre causaram muito dano...
Aos meus ouvidos. ¬¬
Vocês reclamam dos bardos, mas tem muitos deles que causam um dano brutal.

LK Chaves disse...

kkkkkkkkkkkk...
Pow...
Façam músicas de protesto ^^
Acho que vende!!!

hihihi...

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,